Imprensa

Cellera Farma é a nova aposta na indústria farmacêutica

Agosto/2017

Omilton Visconde Júnior, filho do fundador do laboratório Biosintética, é também conhecido na indústria farmacêutica por sua visão arrojada de fazer negócios, especialmente por sua habilidade em fazer dinheiro investindo, comprando e vendendo empresas.

Atualmente ele retoma essa estratégia através da criação da sua mais nova empresa, a Cellera Farma, que foi fundada em sociedade com o fundo Victoria Capital Partners e plano de investimento de aproximadamente R$ 400 milhões em quatro anos.

A previsão é que em cinco ou seis anos, quando o faturamento anual alcançar cerca de R$ 500 milhões, a Cellera conquiste o patamar do grupo das farmacêuticas de médio porte, e o objetivo de toda essa ação é vender a operação para um laboratório americano ou europeu que queira entrar no mercado nacional, ou a próxima opção seria dar saída ao fundo de private equity, que atualmente tem participação de cerca de 85%, por meio de uma oferta pública inicial de ações (IPO).

A Cellera conta com um contrato de produção para a farmacêutica canadense, em caráter de terceirização, por sete anos. Genéricos e similares são o foco da estratégia da empresa, que almeja lançar um probiótico no próximo ano e negocia licenças de marca e formulações com laboratórios estrangeiros que até o momento não são atuantes no país. As áreas de dermatologia, neurociência e OTC (medicamentos isentos de prescrição) se encontram no radar da empresa.

O objetivo de Visconde Júnior com a criação da Cellera é transformá-la em uma grande plataforma de negócios. O empresário ainda complementa o seu portfólio de investimentos com uma participação de cerca de 30% na rede de clínicas Doutor Agora.

< Anterior Próximo >