Saúde ao seu Alcance


Elimine a dor nos pés

Postado dia 31/07/2018

Embora muito comuns, as dores nos pés são frequentemente ignoradas. A correria do dia a dia, o uso indiscriminado de sapatos que não são necessariamente anatômicos, passar longos períodos tanto em pé quanto sentados, são fatores que colaboram para que essas dores surjam e aumentem progressivamente. E tratar essas dores significa muito mais que simplesmente tomar um banho relaxante no fim do dia e descansar. Confira abaixo algumas formas de manter seus pés saudáveis e sem dores.

 

Calçados e tamanhos

O tamanho do pé direito e do pé esquerdo variam entre 0,2 e 3 centímetros. O tamanho do calçado também interfere. Levando em consideração que um dos pés é maior que o outro, pode acontecer do número do calçado também ser diferente de um pé para o outro. Ao comprar sapatos sociais, por exemplo, dê preferência àqueles que deixam uma margem de mais ou menos meio centímetro entre o dedão e a cobertura do sapato. Já para tênis, essa diferença tem de ser de mais ou menos um centímetro para melhor absorção de impactos.

 

Formato do pé e tipo de pisada

Existem pelo menos três formatos de pé e tipos de pisada diferentes. O primeiro, e mais comum, é o pé neutro. Esse tipo é capaz de distribuir adequadamente o peso durante a pisada, ao primeiro girar o calcanhar para fora e depois para dentro. O segundo tipo é o pé pronado, também conhecido como pé chato. A parte interna do pé é mais acionada na pisada e todo impulso no andar vem do dedão. Esse tipo de pé é o mais propenso a desenvolver esporão e fascite plantar (dores no calcanhar). Por fim, o terceiro tipo é o pé supinador. Esse costuma ter o arco do pé mais alto e utiliza mais a parte externa do calcanhar ao pisar, o que acarreta em calos e cistos. Nesse tipo de pé o impulso vem sempre do dedinho, que fica sobrecarregado e, muitas vezes deformado.

 

Para acabar com a dor nos pés

Embora seja importante procurar um médico ortopedista caso a dor seja contínua, existem algumas formas de prevenir e eliminar as dores nos pés. A primeira delas é utilizar calçados no tamanho e formato adequados ao seu pé para as diferente situações. Por exemplo, se você precisa utilizar sapatos sociais, prefira os de bico arredondado e saltos de até quatro centímetros. Para a prática de esportes, escolha o tênis de acordo com o tipo de impacto que sofrerá. Por exemplo, tênis de corridas são diferentes de tênis de futebol. Chinelos, embora sejam confortáveis, não oferecem amortecimento adequado para longas caminhadas. Evite calçados totalmente retos ou com saltos muito altos, porque ambos desequilibram a estrutura natural dos pés.

Mantenha sempre as unhas curtas bem aparadas mas com corte reto para evitar que fiquem encravadas. Lave os pés com sabão e água corrente e seque bem entre os dedos para evitar micoses e frieiras. Sempre que possível, aplique cremes específicos para a área, que normalmente são feitos de arnica ou cânfora, ervas que ajudam a ativar a circulação do sangue. Caso perceba que os pés ficaram inchados ao fim do dia, faça uma salmoura com sal grosso e água quente. Deixar 10 minutos de submersão total é tempo suficiente para aliviar a pressão na área. Invista em meias de qualidade. Assim como o sapato, as meias ajudam a dar sustentação e absorver o impacto da pisada. Caso os pés estejam com aspecto áspero ou grosso, experimente utilizar cremes hidratantes e meias para dormir. O calor ajuda a hidratar a pele e trazer de volta um aspecto mais saudável.

Voltar para Home Ver todos