Saúde ao seu Alcance


O efeito do estresse no organismo

Postado dia 28/06/2018

Dores no corpo ou de cabeça, cansaço excessivo, ganho ou perda repentina de peso, queda de cabelo e alterações da libido são sintomas preocupantes para muitas condições clínicas, mas você sabia que eles também representam sinais claros de um organismo sob forte estresse?

Quando estamos em situação de risco ou irritação, os músculos do corpo se contraem, a respiração fica mais rápida e menos profunda e a visão pode ficar tanto mais aguçada quanto turva. Esses efeitos são causados pela alta liberação de cortisol no organismo, o hormônio ligado ao estresse.

Em longo prazo, os efeitos do estresse no corpo e na mente podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de doenças cardíacas, endócrinas, gastrointestinais nervosas, reprodutoras e até psíquicas. Essas doenças podem, inclusive, ser fatais.

E como combater o estresse?

Alguns fatores contribuem para o aumento do estresse e dos hormônios ligados a ele. Esses elementos podem ser momentâneos como um prazo a ser cumprido ou a frenagem brusca de um veículo, por exemplo.

Outros agentes, porém, podem ajudar o seu organismo a se autorregular e controlar a produção de hormônios ligados ao estresse. Dentre eles estão:

- Alimentação rica em proteínas e fibras, com consumo moderado de carboidratos e de gorduras, principalmente as saturadas;

- Prática regular de exercícios físicos, responsável pelo aumento da produção de hormônios ligados ao bem-estar e à felicidade;

- A regulação do ciclo circadiano é procurar realizar as atividades cognitivas e físicas durante o dia e descansar durante a noite;

- A redução do uso de aparelhos eletrônicos, principalmente à noite;

- A adequação da rotina para que ela inclua atividades de lazer e divertimento;

- A redução do consumo de álcool e drogas.

Caso você perceba que não está conseguindo controlar sozinho os seus níveis de estresse, é ideal procurar um médico e fazer um check-up. A partir daí o profissional poderá instruir sobre como melhorar a sua qualidade de vida e se manter bem. Lembre-se que não há nada errado em pedir ajuda e não hesite em fazê-lo sempre que for necessário. A sua saúde agradece.

Voltar para Home Ver todos